Treinamento BPL- Boas Práticas de Laboratório!

Feito sob demanda acima de tudo, In Company ou Remoto, inclusive para particulares e com emissão de certificado,  nossa proposta é trazer o tema de Boas Práticas de Laboratório (BPL) de forma otimizada e além disso, condizente com a realidade da sua rotina. Portanto, A ideia é encaixar as BPL em sua rotina real.  Se você quer dar ênfase às diretrizes previstas pela OCDE, podemos fazer. 

Concluindo, você nos conta o que é melhor e depois disso montamos o escopo, partindo da seguinte programação, por exemplo:

Programação

  1. Princípio das Boas Práticas em Laboratório Químico
  2. Equipamentos de Proteção Individual e Coletiva
  3. Principais materiais utilizados em Laboratório
  4. Classificação de Produtos Químicos: Tipos de produtos e FISPQ’s
  5. Noções sobre identificação de reagentes, armazenamento e descarte
  6. Tipos de Riscos químicos: como identificar e prevenir
  7. Noções sobre manutenção preventiva de equipamentos do laboratório
  8. Ferramentas da Qualidade para atividades no Laboratório
  9. Noções básicas sobre Validação de Métodos Analíticos
  10. Melhores procedimentos analíticos no Laboratório Químico 

Confira a opinião de quem já fez o curso!

Solicite um orçamento!

Saiba mais sobre Boas Práticas de Laboratório - BPL

Boas Práticas de Laboratório… Químico

Teoria x Realidade

As Boas Práticas de Laboratório são definidas no documento da OCDE (Organização de Cooperação e Desenvolvimento Econômico) como “ … um sistema de qualidade envolvendo a organização e as condições de execução de estudos não-clínicos com impacto na saúde e na segurança ambiental no que diz respeito ao planejamento, execução, monitoramento, registro, arquivamento e publicação”.

Os aspectos fundamentais das boas práticas de laboratório – BPL, tal como definidas no documento da OCDE, são as seguintes:

– Recursos: organização e pessoal, instalações e equipamentos

– Procedimentos: protocolos, procedimentos de operação

– Caracterização: testes e sistemas

– Documentação: dados, relatório final e arquivo

– Garantia da Qualidade: autonomia em relação ao estudo

Dentro de cada aspecto existem uma série de desdobramentos que levarão em consideração a estrutura do ambiente de teste e suas características.

Assim, divido este artigo em dois pontos:

  1. Acreditação nas Boas Práticas de Laboratório – BPL
  2. Estruturação do Laboratório baseada nas Boas Práticas de Laboratório – BPL

– Acreditação nas Boas Práticas de Laboratório

Para que o seu laboratório seja acreditado em Boas Práticas de Laboratório é necessário que todos os requisitos sejam cumpridos à risca. O órgão responsável pela validação do cumprimento de tais requisitos é a CGRE (Coordenação Geral de Acreditação), que se utiliza da versão de documentos publicados pela OCDE para estabelecer procedimentos e documentos normativos utilizados no reconhecimento da conformidade de instalações/unidades de testes aos princípios das BPL.

– Estruturação do Laboratório baseada nas BPL

Ainda que um Laboratório não necessite ser acreditado nas BPL, é totalmente possível se valer de alguns termos e características oficiais para estruturar sua rotina, respeitando a realidade do seu Laboratório.

Confira algumas vantagens:

– Papeis e responsabilidades bem definidas;

– Procedimentos bem definidos e confiáveis;

– Trabalho seguro;

– Redução / Eliminação de retrabalhos.

A ideia de trazer este artigo, é chamar para a seguinte reflexão: não é porque o meu laboratório não precisa ser acreditado em Boas Práticas de Laboratório – BPL , que eu não posso melhorá-lo significativamente.

Num trabalho laboratorial, existem sempre pontos que não são cobertos por uma norma específica e não podem ser previstos antecipadamente. Esse fato exige uma especial atenção principalmente com relação a segurança de pessoas e bens, a preservação ambiental e a fidelidade dos resultados. Assim, para a correta aplicação de normas específicas, é fundamental uma boa formação de base nos princípios de BPL, complementada por uma formação técnica continuada, à cultura própria do laboratório e à área de estudo em que se insere.

Entrevista pós treinamento em Boas Práticas de Laboratório:

Veja o que nos contou a Thais Sangaleti, Coordenadora de Laboratório na PQ Sílicas Brazil, após ter sua equipe treinada em um Curso de BPL personalizado pela Amoreira Treinamentos:

📌Amoreira: Você consegue medir o desempenho de sua equipe antes e depois do conteúdo abordado? Se sim, conte-nos o que você percebeu de diferente.

Thais: Eles estão mais cuidadosos com os equipamentos, com a calibração e a limpeza.

📌Amoreira: Qual tópico do treinamento foi considerado mais relevante na sua visão e na visão dos participantes?

Thais: Cuidados com o uso de equipamentos e calibração.

📌Amoreira: Você consegue relacionar este tema com alguma melhoria no processo?

Thais: Sim, tínhamos um alto índice de quebras e desvios. Hoje temos poucas incidências.

📌Amoreira: Tem algum ponto que você ainda sente que precisa ser desenvolvido dentro deste tema?

Thais: Acredito que para o meu tipo de laboratório (industrial), o curso atendeu bem.

📌Amoreira: Em uma frase, o que este treinamento trouxe de benefício para a sua equipe?

Melhor qualificação, melhor rendimento!

Referências: Princípios das Boas Práticas de Laboratório, NIT-DICLA-0035 – Rev4, 2019

 

Curso Livre à Distância de Boas Práticas de Laboratório

Agora, se você precisa atualizar-se para voltar atuar na área, reciclar seus conhecimentos, ou até seja recém formado este curso é para você! * Curso EAD com emissão de certificado*

Clique aqui e Saiba Mais!